O MANIFESTO

A experiência de habitar a casa de forma infinita revela as nuances sobre nossa existência. Nesse momento, despertamos o olhar sobre tudo ao nosso redor. E foi entre nossas quatro paredes que fomos retirados da nossa zona de conforto. Fomos provocados.

 

Quando a rotina invade o seu descanso é preciso buscar equilíbrio. Logo você deixa a cadeira mais confortável, organiza seus utensílios da cozinha, arrasta um sofá e pronto, tem um novo ambiente acontecendo ali. A casa agora é seu universo para criar, repensar, estruturar e renovar. O mundo de repente parou para nós. Você está leve para experimentar a permanência e a inconstância da vida. Então, o que você precisa para ressignificar o seu lar?

O BATE PAPO

Despertando novos olhares, a Matú Arquitetura convida seus clientes para bater um papo provocador sobre a vivência em tempos onde nunca se foi tão necessário se reencontrar dentro de casa. Criar conexões, redefinir parâmetros e descobrir maneiras de fazer as atividades mais rotineiras batem de frente com um projeto bem resolvido, que tem a força de equilibrar e revelar a funcionalidade espacial de um lar.

Semanalmente, abordaremos assuntos que nos intrigam e provocam o olhar sobre relação com o nosso entorno.

EP 01

uma rotina confinada
com Michelle da Casa de Domingo

Muitos abominam, tantos outros não vivem sem, alguns simplesmente não se importam. A vida e suas diversas atividades acontecem dentro do que se chama de rotina. É com ela que se organiza a gerência do dia a dia diante de todas as tarefas que precisam ser concluídas ao longo dessas tais 24 horas. Da hora que se levanta, o café da manhã, pelo caminho até o trabalho passando para deixar o filho na escola, os horário são contados até que se mergulhe na mesa do escritório onde ali é o momento de produzir. Fim do dia, sensação de dever cumprido graças à ela, a rotina, que tanto cobra, mas também alivia.

ouça aqui

o bate papo

EP 02

casa cheia, casa vazia
com Felipe do Apto Aclimação

De um jantar despretensioso àquela festa de deixar qualquer vizinho de cabelo em pé. Receber amigos em casa é uma servidão honesta de hospitalidade carinhosa repleta de dedicação. Petiscos à mesa, drinks exclusivos ou cerveja à vontade na geladeira onde todos são permitidos abrir. Convidados espalhados pela casa ocupam cada canto planejado para o receber. Música rolando e todos se sentem bem acolhidos, claro... afinal o projeto já contemplava isso e tinha como dever dialogar com a alegria da casa cheia. Mas se a vida é uma festa, então cadê todo mundo?

ouça aqui

o bate papo

EP 03

planos congelados
com Luiz da Hospedaria Celeiro

Um sonho distante ou uma necessidade emergencial, os planos são como caminhos a serem trilhados pela vida. Sem eles, não se sabe o que fazer nem onde se quer chegar. Os objetivos se tornam inexistentes e as vantagens de se colher bons frutos é improvável diante da falta do planejar. Quando um plano é lançado no universo, é esperado que hajam diversos obstáculos à serem ultrapassados. Mas nem a melhor estratégia poderia prever este atual cenário.

ouça aqui

o bate papo

  • Branca Ícone Instagram

contato@matuarquitetura.com

campos elíseos | sp